A polícia britânica vai regressar a Portugal na próxima semana para novas inquirições no caso Madeleine, desaparecida na Praia da Luz em 2007.
 
 Onze pessoas vão ser ouvidas na qualidade de testemunhas, mas algumas delas poderão vir a ser constituídas arguidas, uma vez que a Scotland Yard as considera de «elevado interesse» para a investigação.
 
As inquirições vão ser conduzidas pelos inspetores da Polícia Judiciária, a pedido da Scotland Yard, que recuou no requerimento inicial para constituir sete arguidos.
 
Uma das pessoas que irá agora ser ouvida é Robert Murat, um cidadão inglês que chegou a ser suspeito na investigação portuguesa, mas foi ilibado.
 
As diligências vão decorrer na diretoria do Sul da PJ, em Faro. Têm início marcado para a próxima terça-feira, dia 9, e deverão prolongar-se até quinta-feira.