O Tribunal Judicial do Funchal condenou, esta quarta-feira, um jovem de 17 anos a seis anos de prisão por tentado matar um taxista, crime que praticou com o intuito de lhe subtrair dinheiro.

Durante a leitura da sentença, o juiz afirmou que o agressor, na madrugada de 15 de junho de 2013, tomou um táxi na zona do Favilha, no Funchal, para a zona de Santa Quitéria, na freguesia de São Martinho, sentando-se no banco detrás da viatura e atrás do motorista.

Já quase no destino, o jovem, na altura com 16 anos de idade, desferiu 23 golpes com uma faca no pescoço, costas e tórax do taxista, tendo-se posto em fuga após lhe subtrair 40 euros.

A vítima acabou por sobreviver devido à imediata assistência no Hospital Dr. Nélio Mendonça, onde permaneceu cerca de um mês, não se encontrando ainda completamente reabilitado, dado que ficou com debilidade motora no lado direito.

«São seis anos de prisão (...), o senhor precisa de ajuda, são 23 facadas em alguém, de costas e completamente desarmado», disse o juiz, lembrando que a vida «é um valor intocável».

O jovem teria dívidas de jogo e procurava dinheiro que os pais lhe negaram.