O secretário-geral do Sistema de Informações da República Portuguesa (SIRP), Júlio Pereira, foi ouvido à porta fechada, no parlamento, sobre ameaças terroristas e, no final, aos jornalistas, defendeu que o país "está preparado" para eventuais ataques.

Numa reunião da comissão parlamentar de Defesa que durou cerca de duas horas, Júlio Pereira terá dado aos deputados várias indicações sobre a atuação da entidade que lidera, e no final, à agência Lusa e à RTP, declarou que a reunião "correu bem".

Questionado sobre se Portugal está preparado face à ameaça terrorista internacional, foi sintético: "Está preparado".

O presidente da comissão parlamentar, Marco António Costa (PSD), escusou-se também a dar informações sobre o conteúdo da audição, mas reconheceu que a mesma "foi útil" para os parlamentares "obterem informação" sobre o SIRP.