O tribunal de Penafiel condenou esta quinta-feira a pena de prisão um homem de Felgueiras por violência doméstica, mas absolveu o arguido da acusação de homicídio qualificado na forma tentada, tendo como vítima a companheira.

O coletivo deu como provados três crimes de violência doméstica e um de condução sem habilitação legal, o que correspondeu a uma pena de prisão efetiva de seis anos.

Segundo o tribunal, não ficou provado que no dia 1 de junho, numa habitação de Felgueiras, o arguido, de 61 anos, tenha tentado matar, com arma branca, a companheira, então com 39 anos, num incidente em que também ficou ferida uma filha, de 16 anos, como descreve a Lusa.

O arguido foi absolvido dos crimes de posse de arma proibida e falsificação de documentos, mas ficou obrigado a indemnizar a ex-companheira em cerca de 5.000 euros.

Os factos que deram origem ao processo ocorreram numa habitação da cidade de Felgueiras.

O homem fugiu após uma discussão familiar, mas acabaria por ser detido na manhã do dia 04 de junho, após dois dias e meio de buscas efetuadas por militares da GNR.

A mulher, que sofrera vários golpes de arma branca, foi internada no Hospital de Guimarães, onde foi operada.