O Tribunal de Aveiro começou esta segunda-feira a julgar, à revelia, um homem suspeito de ter abusado sexualmente de uma menor de 13 anos, que engravidou.

Uma fonte ligada ao processo adiantou aos jornalistas que o arguido, de 29 anos, esteve ausente do julgamento, que decorreu à porta fechada, suspeitando-se que esteja em Espanha.

O coletivo de juízes decidiu iniciar o julgamento sem a presença do arguido, que está acusado de quatro crimes de abuso sexual de crianças, um deles agravado pelo resultado.

Segundo a acusação do Ministério Público (MP), os abusos ocorreram entre outubro de 2011 e março de 2012, na residência onde a menor vivia com a mãe e na residência da avó da menina, ambas situadas em Oliveira do Bairro.

Em consequência desta relação sexual, a menor acabou por engravidar, tendo sofrido um aborto espontâneo.

O suspeito chegou a ser investigado por alegadamente ter abusado de outras menores, que residiam na mesma habitação, mas o processo foi arquivado pelo Ministério Público por falta de provas.