Um homem suspeito de ter assaltado três casas em 2013, em Santa Maria da Feira, incluindo a residência de uma idosa que morreu durante o assalto, confessou esta quarta-feira, em tribunal, a autoria dos crimes.

Na primeira sessão do julgamento, que decorreu no Tribunal de Santa Maria da Feira, o arguido, de 26 anos, admitiu os factos imputados, alegando ter cometido os assaltos para "sustentar" o vício da droga, dado ter sido consumidor de cocaína e haxixe.

Uma das casas assaltadas pertencia a uma mulher, de 75 anos, que morreu vítima de um acidente vascular cerebral (AVC), durante o assalto.

O caso ocorreu na manhã de 8 de agosto de 2013, quando o arguido entrou na casa situada na rua do Outeiro, em Lobão, Santa Maria da Feira, com o propósito de assaltá-la.

Segundo a acusação do Ministério Público (MP), o suspeito deu um empurrão à idosa, que caiu inanimada no chão, e fugiu do local com um envelope contendo 600 euros.

A idosa foi encontrada morta pela filha, horas mais tarde.

Questionado pela juíza presidente sobre o facto de ter deixado a idosa estendida no chão, o homem disse que naquele momento não pensou nisso, afirmando estar arrependido.

Antes deste caso, o arguido já tinha assaltado outra casa, em julho de 2013, de onde levou vários artigos em ouro e 950 euros. O suspeito acabou por ser apanhado no mês de setembro, quando assaltava outra casa, em Lourosa.

O arguido, que se encontra em prisão preventiva, está acusado de um crime de roubo agravado e dois de furto qualificado, um dos quais na forma tentada.

Segundo o MP, a intenção não era matar mas apenas assaltar e, por isso, o arguido não está acusado de homicídio.