Actualizado às 14h32

A Policia Judiciária (PJ) anunciou, esta sexta-feira, a apreensão, na zona de Chaves, de um milhão de dólares norte-americanos falsos e a detenção de dois indivíduos, escreve a Lusa.

De acordo com uma nota da PJ, a apreensão resultou de uma investigação desenvolvida pela Directoria do Norte, na zona de Chaves, no âmbito da qual foram identificados e detidos dois indivíduos por contrafacção e passagem de moeda falsa.

10 mil notas de 100

Foram apreendidas 10 mil notas de 100, num total de um milhão de dólares norte-americanos falsos, de elevada qualidade, que terão sido produzidas por sistema tipográfico.

Aos detidos, de 51 e 28 anos de idade, empresários do ramo comercial, depois de submetidos a primeiro interrogatório judicial, foi aplicada a medida de coacção de apresentação periódica às autoridades.

Para onde iam os dólares?

O destino provável dos dólares norte-americanos contrafeitos seriam «países do Leste e africanos». «Em Portugal não se transaccionam tão elevadas quantidades de dólares contrafeitos, estas transacções têm habitualmente o mesmo tipo de destino», afirmou, no Porto, Rui Nunes, coordenador da investigação.

«Encontramos dois tipos diferentes de falsificação. As notas tinham números de séries diferentes e foram fabricadas em alturas diferentes», afirmou Rui Nunes, referindo que está a ser investigada «a afinidade com outras apreensões anteriores».

Entre o montante apreendido encontrava-se uma pequena quantidade de dinares iraquianos verdadeiros, uma moeda que é «altamente desvalorizavel» e que, de acordo com a PJ, «há indícios de que é usada em grande quantidades, fazendo crer que é valiosa, em burlas».

De acordo com o investigador, esta foi «a primeira apreensão de relevo deste ano», em termos de moeda contrafeita.

Sem apontar valores, o responsável salientou que em 2008, a directoria da PJ do Porto foi «a que apreendeu mais moeda falsa», referindo que na zona de Chaves já foram efectuadas outras apreensões idênticas.