José Sócrates foi detido no âmbito de um processo por suspeitas de corrupção, fraude fiscal e branqueamento de capitais. Deverá ser ouvido, este sábado, no Tribunal Central de Instrução Criminal, pelo juiz Carlos Alexandre.
 
O juiz do Tribunal Central de Instrução Criminal já foi responsável por processos como a Operação Furacão, BPN, Máfia da Noite, Face Oculta, Remédio Santo, CTT, Freeport, Submarinos, Apito Dourado, Portucale e Monte Branco.
 
Carlos Alexandre esteve envolvido nas detenções de Ricardo Salgado, Isaltino Morais, Duarte Lima e Oliveira e Costa. 
 
Desde a semana passada, tem nas mãos a Operação Labirinto, a investigação à atribuição de vistos gold. 
 
Já o procurador Jorge Rosário Teixeira esteve nos processos da Universidade Moderna, Operação Furacão e BPN. Foi ele que deu a ordem de detenção de Duarte Lima.