Um movimento de apoio a José Sócrates manifesta-se junto à cadeia de Évora este domingo.

“O movimento ‘José Sócrates sempre’ inicia hoje uma nova caminhada”, para “proclamar bem alto que o cidadão José Sócrates é um preso político” e que “ a justiça portuguesa se está a cobrir de vergonha” porque ao fim de sete meses, não tem “coragem de fazer uma acusação formal”, disse um dos mentores do movimento.


“Estamos aqui para dizer bem alto ao juiz Carlos Alexandre que é uma vergonha aquilo que ele está a fazer”.


Mais de uma centena de pessoas, com cartazes e t-shirts com a fotografia de José Sócrates, mostram esta tarde o seu descontentamento com a prisão do antigo-primeiro-ministro, afirmando-se como um movimento pacífico e apartidário.

O objetivo destas pessoas é fazer uma marcha em redor dos muros da prisão de Évora e afirmam que já têm nova concentração marcada para dia 9 de agosto. 

José Sócrates está detido em prisão preventiva desde novembro de 2014, no âmbito da “Operação Marquês”. Desde então, já foram interpostos diversos recursos e habeas corpus requerendo a sua libertação, mas sem sucesso.