O chefe José Avillez foi galardoado com o prémio máximo da Academia Internacional da Gastronomia, o “Grand prix de l’Art de la cuisine”, "que corresponde ao Óscar mundial do melhor cozinheiro do ano", segundo salienta um comunicado da Academia Portuguesa de Gastronomia.

É primeira vez que um português vence tamanha distinção, confirmando as críticas que José Avillez vem recebendo dos gastrónomos mais exigentes que já clamam pela mais que merecida terceira estrela no Michelin", salienta o comunicado.

O nome de Avillez junta-se assim aos dos melhores cozinheiros mundiais, casos de Alain Ducasse, Joel Robuchon, Thomas Keller, Pierre Gagnaire, Heston Blumenthal, Joan Roca, Grant Achatz, Massimo Bottura, Alex Atala, que desde 1990, têm sido distinguidos pela Academia Internacional.

O prémio atribuído "vem definitivamente colocar a gastronomia portuguesa ao lado das melhores do mundo, provando que o trabalho iniciado há alguns anos por esta nova geração dos chefes portugueses está a ser consagrada além fronteiras ao mais alto nível", refere ainda a Academia Portuguesa de Gastronomia.

Quanto aos Prémios Nacionais, confirmados pela Academia Internacional de Gastronomia, foram ainda distinguidos Pedro Pena Bastos (Chef de l’Avenir), Gabriela Marques (Prix au Sommelier), George Mendes com o livro My Portugal (Prix de Literature Gastronomique) e Leonardo Pereira com o programa de televisão “Chef de Raiz” (Prix Multimedia), conclui o comunicado.