.

Este artigo é parte da reportagem «Os Nossos lá fora», clique
aqui para voltar ao  inicio .
 
Eles viram a guerra, escaparam ao perigo, viveram a história, contaram as histórias. Correram riscos e cometeram loucuras para contar a verdade.

Vestir a pele de um repórter durante um conflito é avançar sem certezas de regressar ou regressar inteiro.
 
Mas é também regressar com histórias incríveis, sejam aquelas que roçam o argumento de um trabalho cinematográfico, ou as que contam a miséria de um povo e que atormentam o sono durante a noite.

Neste último capítulo, perguntámos aos nossos lá fora o que é, afinal, ser jornalista em zonas de conflito.

Estas são as respostas.