Fábio Poças é português e combate nas fileiras do Estado Islâmico, na Síria, há cerca de um ano. Natural de Mem Martins, em Sintra, o jovem era bem visto pela vizinhança.

O agora jihadista estudou arquitetura em Londres, Inglaterra, mas a experiência não terá resultado e acabou por regressar a Portugal.

Por cá, começou a treinar artes marciais e, segundo o «Correio da Manhã», terá feito amizade com jovens convertidos ao Islão.

Agora, chama-se Abdu Rahman, o nome que apresenta no seu perfil do Facebook.

O jovem já não mantém qualquer contato com família e trocou o português pela língua inglesa, através da qual partilha os seus ideais islâmicos nas redes sociais.

A sua noiva, que conheceu na Internet, é uma alentejana de 19 anos convertida ao Islão, que também se encontra na Síria, a lutar pelo Estado Islâmico.

Segundo as autoridades nacionais, há 12 portugueses a combater pelos jihadistas, que estão a ser seguidos de perto por representarem uma ameaça à segurança interna do país.