Milhares de portugueses de todo o país estão a descer esta tarde a avenida de Liberdade, em Lisboa, na marcha “A Força do Povo”, organizada pela CDU, pedindo soberania nacional e segurança social solidária e universal.

A marcha é encabeçada pelo secretário-geral do PCP, Jerónimo de Sousa, e pela deputada do partido ecologista Os Verdes Eloisa Apolónia, que concorrem juntos às legislativas de setembro/outubro, e seguem lado a lado.

Os participantes mostram várias faixas e cartazes, nos quais se lê “Com a força do povo, um Portugal com futuro, uma política patriótica e de Esquerda; Redução do IVA; Fim do flagelo da precariedade”, acompanhados de palavras de ordem como “Faz falta a Portugal produção nacional” ou “Não, não, não à pobreza e à exploração”.

Numa altura em que a frente da marcha se encontra a meio da avenida da Liberdade, ainda existem participantes a sair do Marquês do Pombal, que a organização diz corresponderem a dois terços do total.

Esta iniciativa termina nos Restauradores com a intervenção de Jerónimo de Sousa e de Eloisa Apolónia.