Dez distritos do continente estão esta quarta-feira sob aviso laranja, o segundo mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de chuva e vento forte, informou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Coimbra, Vila Real, Viseu, Bragança, Guarda e Castelo Branco estão sob aviso laranja devido à previsão de chuva persistente, passando a regime de aguaceiros e acompanhados de trovoadas e vento forte com rajadas da ordem 120 quilómetros por hora nas terras altas, sendo de 90 quilómetros por hora no litoral.

O aviso laranja está em vigor desde as 02:00 e termina às 09:00 de hoje, altura em que aqueles dez distritos passarão a aviso amarelo.

O IPMA colocou também os distritos de Viana do Castelo, Braga, Porto, Aveiro, Leiria, Lisboa, Setúbal e Coimbra sob aviso amarelo devido à previsão de agitação marítima forte com ondas com 4 a 5 metros entre as 02:00 e as 18:00 de hoje.

A chuva e o vento forte provocam estragos no norte durante a madrugada. Segundo o Comando Distrital de Operação de Socorros do Porto houve um aumento de pedidos de ajuda, mas incidentes sem danos significativos.

O mau tempo que se fez sentir na terça-feira no norte do país e que levou o IPMA a emitir aviso vermelho, o mais grave de uma escala de quatro, provocou pequenos deslizamentos de terras, inundações e quedas de árvores e ramos.

O aviso laranja é o segundo mais grave numa escala de quatro e implica uma situação meteorológica de risco moderado a elevado.

Já o aviso amarelo é emitido pelo IPMA sempre que existe uma situação de risco para determinadas atividades que dependem do estado do tempo.

O instituto prevê para hoje nas regiões do norte e centro do continente céu geralmente muito nublado, períodos de chuva, por vezes forte, passando gradualmente a regime de aguaceiros, que poderão ser por vezes fortes e acompanhados de trovoada no Minho e Douro Litoral.

Está também previsto vento moderado do quadrante oeste, soprando moderado a forte com rajadas até 90 quilómetros por hora no litoral até ao início da manhã e forte com rajadas até 100/120 quilómetros por hora nas terras altas até meio da tarde.

A previsão aponta ainda para subida da temperatura mínima.

No sul prevê-se céu geralmente muito nublado, diminuindo gradualmente de nebulosidade a partir da tarde, períodos de chuva, passando gradualmente a regime de aguaceiros fracos, vento moderado do quadrante oeste, soprando moderado a forte no litoral e terras altas até meio da tarde e subida da temperatura mínima.

Em Lisboa as temperaturas vão variar entre 20 e 23 graus Celsius, no Porto entre 16 e 19, em Braga entre 15 e 18, em Viana do Castelo entre 14 e 18, em Viseu e em Bragança entre 13 e 16, em Vila Real entre 14 e 16, na Guarda entre 14 e 14, em Castelo Branco entre 16 e 20, em Coimbra entre 17 e 19, em Leiria entre 17 e 21, em Évora entre 15 e 22, em Beja entre 19 e 23, em Santarém e em Faro entre 19 e 22.
 

Quatro barras fechadas e três condicionadas devido à agitação marítima forte


Devido à previsão de agitação marítima forte, as barras da Póvoa de Varzim, Esposende, Vila do Conde e São Martinho do Porto estão hoje fechadas à navegação e outras três estão condicionadas, informa a Marinha.

Segundo informação disponível às 06:45 na página da Marinha Portuguesa na Internet, as ondas podem atingir os 4 a 5 metros.

A Marinha informa também que as barras do Douro e Figueira da Foz estão fechadas a embarcações com comprimento inferior a 11 metros e a de Aveiro a barcos com comprimento inferior a 15 metros.

O instituto prevê para hoje na costa ocidental a norte do Cabo Espichel ondas de sudoeste com 4 a 5 metros, passando gradualmente a ondas de noroeste com 3,5 a 4 metros a partir da tarde.

Na costa ocidental a sul do Cabo Espichel estão previstas ondas de oeste-noroeste com 2,5 a 3,5 metros, passando gradualmente a ondas de noroeste.

O IPMA indica ainda que na costa sul estão previstas ondas de sudoeste com 1 a 2 metros.
 

Porto Santo e Funchal em risco 'Muito Alto' de exposição a raios UV


Apesar da previsão de céu muito nublado, as regiões de Porto Santo e do Funchal apresentam risco 'Muito Alto' de exposição à radiação ultravioleta, enquanto outras 16 estão com níveis 'Altos', segundo o IPMA.

Aveiro, Beja, Bragança, Castelo Branco, Évora, Guarda, Lisboa, Penhas Douradas, Portalegre, Santarém, Setúbal, Sines, Santa Cruz das Flores, Horta, Angra do Heroísmo e Ponta Delgada (Açores) estão com níveis 'Altos'.

Para as regiões com níveis 'Muito Alto' e 'Alto', o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol e protetor solar, além de aconselhar que seja evitada a exposição das crianças ao sol.

Os índices UV variam entre menor do que 2, em que o UV é 'Baixo', 3 a 5 ('Moderado'), 6 a 7 ('Alto'), 8 a 10 ('Muito Alto') e superior a 11 ('Extremo').