Dez distritos de Portugal continental vão estar, quarta-feira, sob ‘Aviso Amarelo’ devido à previsão de queda de neve, informou hoje o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Segundo a informação publicada na página oficial do IPMA na Internet, os distritos de Bragança, Viseu, Porto, Guarda, Faro, Viana do Castelo, Castelo Branco, Aveiro, Coimbra e Braga vão estar sob ‘Aviso Amarelo’ entre as 12:00 e as 24:00 de quarta-feira, dada a previsão de queda de neve acima dos 400/600 metros.

Os distritos de Setúbal, Lisboa, Leiria, Beja e também os do Porto, Viana do Castelo, Faro, Castelo Branco, Coimbra e Braga estão igualmente sob ‘Aviso Amarelo’ devido ao vento moderado a forte de norte, com rajadas até 80 quilómetros/hora.

Os avisos para o vento vão vigorar entre as 12:00 e as 21:00 de quarta-feira.

O 'Aviso Amarelo', o terceiro mais grave numa escala de quatro, representa uma situação de risco para determinadas atividades dependentes da situação meteorológica.

Tendo em conta as condições meteorológicas, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alerta para o condicionamento ou encerramento de vias de circulação devido à queda de neve, piso rodoviário escorregadio e eventual formação de lençóis de água e gelo e danos em estruturas montadas ou suspensas, além da possibilidade de queda de ramos ou árvores em virtude de vento mais forte.

No aviso à população sobre as medidas preventivas, a ANPC refere que devem ser adotados os comportamentos adequados, sobretudo nas zonas historicamente mais vulneráveis.

Nesse sentido, a Proteção Civil recomenda a adoção de uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a possível formação de lençóis de água e gelo nas vias, e ao transporte e colocação das correntes de neve nas viaturas, sempre que se circular nas áreas atingidas pela queda de neve.

A ANPC aconselha ainda a população a garantir uma adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente, andaimes, placards e outras estruturas suspensas, e ter especial cuidado na circulação e permanência junto de áreas arborizadas, estando atento para a possibilidade de queda de ramos ou árvores devido ao vento mais forte.