Os dezoito distritos de Portugal continental vão estar, durante a madrugada e manhã de terça-feira, sob ‘aviso amarelo’ devido à chuva forte e trovoada previstas, informou hoje o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Nos distritos de Lisboa, Porto, Viseu, Vila Real, Setúbal, Santarém, Viana do Castelo, Leiria, Aveiro, Coimbra e Braga, o ‘aviso amarelo’ devido a “períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes e acompanhados de trovoada” tem início às 03:00 e termina às 09:00 de terça-feira.

Com início às 06:00 e conclusão às 12:00 de terça-feira, está o ‘aviso amarelo’ nos distritos de Bragança, Évora, Guarda, Faro, Beja, Castelo Branco e Portalegre.

O IPMA prevê uma mudança do estado do tempo no continente nos próximos dias, com chuva forte e descida acentuada das temperaturas, em especial na terça e na quarta-feira.

A partir de amanhã [segunda-feira] vai haver, de facto, uma mudança do estado do tempo, sentida especialmente na terça e na quarta-feira”, afirmou hoje a meteorologista do IPMA Maria João Frada, à agência Lusa, acrescentando que se tratará de “uma mudança para o outono”.

Depois de, na semana passada, Portugal Continental ter registado temperaturas muito elevadas, tendo sido terça-feira, dia 06, o mais quente do ano, o IPMA prevê que “as temperaturas vão descer para valores que não vão ultrapassar, no máximo dos máximos, 22/23 graus”.

Maria João Frada explicou que “a massa de ar que vai atravessar o território do Continente na terça-feira é tropical ou equatorial modificada, vem do Atlântico, e está associada a uma depressão que está centrada a noroeste das ilhas britânicas”.

Essa massa de ar tem muita atividade e tem potencial para dar precipitação muito forte” na terça-feira, disse, concluindo que estas são “as primeiras precipitações de setembro já a querer indicar que estamos numa mudança para o outono”.

Segundo a página oficial do IPMA na Internet, o ‘aviso amarelo’ é o primeiro (mais fraco) de três avisos (sendo o vermelho o mais forte), sendo acionado em Portugal Continental, no caso da precipitação, para previsões de chuva/aguaceiros entre 10 a 20 milímetros, numa hora, e 30 a 40 milímetros, em seis horas.