Os distritos de Portalegre, Évora e Beja estão esta terça-feira sob aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, devido à previsão de temperaturas máximas elevadas, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, os distritos de Portalegre, Évora e Beja estão sob aviso amarelo desde as 05:00 de hoje e até às 23:59 de quarta-feira devido à persistência de valores elevados das temperaturas máximas.

O aviso amarelo, o terceiro mais grave de uma escala de quatro, é emitido pelo IPMA quando há risco para determinadas atividades que dependem do estado do tempo.

Todas as regiões do país, com exceção de Santa Cruz das Flores e Horta, Açores, apresentam risco muito alto de exposição à radiação ultravioleta (UV), informou, igualmente o IPMA.

Aveiro, Beja, Bragança, Braga, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Funchal, Guarda, Leiria, Lisboa, Penhas Douradas, Porto, Portalegre, Porto Santo, Sagres, Santarém, Setúbal, Sines, Viana do Castelo, Viseu, Vila Real, Ponta Delgada (S. Miguel) e Angra do Heroísmo (ilha Terceira), estão hoje com risco muito alto de exposição à radiação ultravioleta (UV).

O IPMA adiantou ainda que Santa Cruz das Flores e Horta (ilha do Faial) apresentam hoje risco moderado.

Para as regiões com níveis muito altos e altos, o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol, protetor solar e evitar a exposição das crianças ao sol.

De acordo com o IPMA, a radiação ultravioleta pode causar graves prejuízos para a saúde se o nível exceder os limites de segurança, sendo que o índice desta radiação apresenta cinco níveis, entre o baixo e o extremo, com onze.

Quatro concelhos em risco de incêndio

Na segunda-feira, a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) alertou para o risco de incêndio florestal e avisou a população para as medidas preventivas a adotar devido ao tempo quente, que poderá atingir os 40 graus nas regiões do interior sul.

Em comunicado, a ANPC refere que, nos próximos dias, o tempo quente e seco vai continuar, atingindo as temperaturas máximas valores entre os 35 e 40 graus nas regiões do interior do sul e 30 e 35 graus no restante território.

A Proteção Civil sublinha que se preveem “índices de risco de incêndio elevados a muito elevados na região sul, em especial no Algarve” devido ao tempo seco e vento, existindo, por isso, “condições favoráveis à progressão de eventuais” fogos.


A ANPC refere que, nos locais onde o índice de risco de incêndio é superior ao nível elevado, não é permitido realizar queimadas nem fogueiras, queimar matos cortados e amontoados, lançar foguetes e fumar ou fazer lume nos espaços florestais, nem pode ser feita a utilização de equipamentos de queima e de combustão.

Recomenda ainda à população para que tome os comportamentos adequados face à situação de perigo de incêndio florestal, nomeadamente com a adoção das necessárias medidas de prevenção e precaução.

Quatro concelhos do distrito de Faro, Alcoutim, Loulé, Silves e Monchique apresentam risco muito elevado de incêndio, de acordo com o IPMA.

O IPMA colocou ainda em risco elevado de incêndio vários concelhos dos distritos de Faro, Évora, Beja, Setúbal, Coimbra, Viseu, Guarda e Santarém.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, variando entre reduzido e máximo.

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 de cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

A Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) registou na segunda-feira 40 incêndios que foram combatidos por 338 operacionais, com o apoio de 105 veículos.

No comunicado, a Proteção Civil admite que os grupos populacionais mais vulneráveis, como idosos, crianças, sem-abrigo e doentes do foro cardiorrespiratório, sejam afetados devido ao calor.

O IPMA prevê para hoje no continente céu pouco nublado ou limpo, aumentando temporariamente de nebulosidade por nuvens altas nas regiões norte e centro, vento fraco, soprando moderado de sueste na costa sul do Algarve e nas terras altas a partir da manhã, e temporariamente do quadrante oeste no litoral oeste durante a tarde.

Esta também prevista a ocorrência de neblina ou nevoeiro matinal em alguns locais do litoral oeste, pequena subida da temperatura máxima e da mínima na região norte.

Em Lisboa as temperaturas vão oscilar entre 18 e 29 graus Celsius, no Porto entre 14 e 25, em Bragança entre 15 e 31, em Viseu entre 15 e 29, na Guarda entre 16 e 28, em Castelo Branco entre 18 e 34, em Coimbra entre 15 e 32, em Portalegre entre 18 e 36, em Évora entre 13 e 37, em Beja entre 15 e 38, em Faro entre 18 e 27 e em Santarém entre 13 e 34.