Dez mil advogados devem um total de cerca de 3 milhões e 400 mil euros em quotas à Ordem e o prazo para pagar as dívidas termina esta segunda-feira.

De acordo com o «Diário de Noticias», os profissionais que não paguem o que devem à Ordem dos Advogados ficam proibidos de fazer oficiosas.

Ou seja, deixam de poder inscrever-se no Estado para defender arguidos no limiar da pobreza.

Os 10 mil advogados com dívidas representam cerca de um terço dos 28 mil profissionais no ativo.