Três pessoas morreram, este domingo, depois de um acidente no Rali Sprint, na Serra da Penha, em Guimarães. As vítimas são duas crianças, dois rapazes de 8 e 13 anos, e uma mulher com 50 anos, mãe do rapaz mais novo. O diretor da prova, numa primeira reação, disse que «em princípio, tudo estava assegurado». Mais tarde explicou que o carro saiu da pista e apanhou as vítimas na berma.

A mãe e o filho de oito anos são da Trofa, mas não há ainda informação sobre a naturalidade do outro rapaz de 13 anos. O comandante dos bombeiros de Guimarães precisou, à TVI, que as três vítimas morreram no local. Uma testemunha do acidente, também em declarações à TVI, revelou que no local do embate estavam mais de 20 pessoas e com o despiste «só se viam pessoas pelo ar». O mesmo homem contestou ainda que os espectadores estivessem em segurança, afirmando que as autoridades não estavam no local a impedir que a população estivesse junto à estrada.

O acidente aconteceu junto ao Santuário da Lapinha quando um dos veículo em prova, um Renault Clio, se despistou, atingindo oito pessoas que assistiam à competição, segundo informou a GNR de Guimarães ao tvi24.pt. Fonte da autarquia precisou, em comunicado, que o despiste ocorreu entre o fim da prova e o controlo de tempos, «depois de o piloto que conduzia o veículo ter ultrapassado a linha de meta».

Ainda assim, as informações sobre o que de facto aconteceu são ainda contraditórias. A GNR já adiantou que as circunstâncias do acidente vão ser investigadas pelo Ministério Público.

Piloto em estado de choque

O segundo comandante da corporação dos bombeiros de Guimarães, Joaquim Oliveira, afirmou que o piloto que conduzia o carro acidentado foi levado para o hospital em estado de choque. A TVI24 apurou junto de fonte do hospital de Guimarães que entre os feridos que deram entrada, nesta unidade hospitalar, estava o piloto de 32 anos.

Antes, fonte dos Bombeiros Voluntários de Guimarães adiantou à TVI que o acidente fez três mortos, três feridos ligeiros - que foram transportados para o hospital de Guimarães - e dois feridos graves.

Os dois feridos graves foram para o Hospital de Braga e, de acordo com fonte da instituição, trata-se de um homem de 40 anos em «estado crítico», com um traumatismo crânio-encefálico, e uma mulher de 18 com fraturas nos membros inferiores, que está «estável».

Ao local acorreram oito ambulâncias - cinco dos Bombeiros Voluntários de Guimarães, duas dos Bombeiros de Vizela, uma dos Bombeiros de Fafe -, três VMER's e um Helicóptero do INEM. No local esteve também a equipa de apoio psicológico do INEM. O alerta foi dado às 15:27.

Em 2009, um acidente também durante um rali na Rampa da Penha causou cinco feridos, um deles grave. Mas este não foi o primeiro acidente mortal em Ralis em Portugal. Ao longo dos últimos anos foram vários os momentos trágicos.

Uma outra fonte no local relatou à agência Lusa que o acidente aconteceu no momento em que tinham apenas arrancado quatro veículos, ou seja, a prova estava apenas a começar.

O Rali Sprint de Guimarães, clube inscrito na Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, é a sexta e última prova do Troféu Inter-Municípios do Norte e a quarta organizada pelo Motor Clube de Guimarães (MCG).

Notícia atualizada