Os bispos estão preocupados com a atual crise política. O porta-voz da Conferência Episcopal Portuguesa faz eco dessa preocupação ao dizer que ninguém fica bem na fotografia quando o povo fica pior.

«Ninguém fica bem na fotografia quando o povo português fica pior», disse Manuel Morujão numa conferência de imprensa em Fátima.

«Todos ficamos mal, a começar por aqueles que sofrem mais o peso da crise», frisou, acrescentando: «Todas as crises, todas as ondas e intempéries que surgem no mundo social e político vão criar novos pobres. Aqueles que já eram pobres ficarão pior».

«Há problemas, há estes sobressaltos na política, na sociedade portuguesa e é preciso responder a estes sobressaltos com soluções positivas o mais possível consensuais», vincou.