Em Portugal, são produzidos anualmente 453 quilos de resíduos municipais por pessoa, tantos quantos os que são tratados, sendo o depósito em aterro o método mais utilizado, abrangendo 54% do lixo, divulga o Eurostat.

Segundo o gabinete de estatísticas da União Europeia (UE), que divulga dados de 2012, para além dos 54% que são depositados em aterro, em Portugal, 20% dos resíduos domésticos são incinerados, 15% são transformados através da compostagem e 12% reciclados.

A média da UE é de 492 quilos municipais produzidos por pessoa, dos quais 480 são tratados.

O depósito em aterros é o método mais utilizado na média dos 28 Estados-membros (34%), seguindo-se a reciclagem (27%), a incineração (24%) e a compostagem abrange 15% dos lixos tratados.

A Dinamarca, com 668 quilos de resíduos por pessoa, está no topo da tabela, seguindo-se Chipre (663), o Luxemburgo (662) e a Alemanha (611).

A Estónia (279 quilos), a Letónia (301), a República Checa (308) e a Polónia (314) são os países com menor quantidade de resíduos por habitante.