O ministro do Ambiente e do Ordenamento do Território anunciou esta quarta-feira que vão ser demolidas este ano 835 instalações ilegais na orla costeira, estando prevista uma verba de 16,6 milhões de euros para esse processo.

Na Comissão Parlamentar do Ambiente, Ordenamento do Território e Poder Local, Jorge Moreira da Silva informou que durante 2014 vão ser demolidas 835 instalações ilegais, que foram identificadas ao longo do litoral, e que já foram aprovados os planos para aquelas operações.

O governante indicou que os primeiros trabalhos vão decorrer em S. Bartolomeu do Mar (Esposende), com a demolição de 27 habitações, ¿em maio ou em junho¿, depois de realizados os realojamentos necessários.

O ministro acrescentou que se seguirão as demolições de segundas habitações, sublinhando que as destruições de casas próprias só avançam depois dos realojamentos das populações, como refere a Lusa.