A GNR deteve nesta terça-feira em Chafé, Viana do Castelo, uma mulher de 33 anos apanhada em «flagrante delito» a vender estupefacientes, ajudada pelos dois filhos menores, disse à Lusa fonte policial.

Fonte daquela força explicou que o filho de 16 anos foi constituído arguido no processo e o irmão, de 12 anos, ficou «entregue ao cuidado de familiares».

A mulher foi, entretanto, libertada e está notificada para se apresentar na quarta-feira no Tribunal de Viana do Castelo, para primeiro interrogatório judicial.

A operação desenrolou-se na zona de Amorosa, freguesia de Chafé, durante a tarde de terça-feira, no âmbito de uma investigação dura «há uns meses», disse a mesma fonte.

A mulher está indiciada pela prática de crimes de tráfico de droga e de posse ilegal de armas.

«Durante a investigação foi possível perceber e obter prova de que a detida era coadjuvada na sua atividade delituosa por dois filhos menores, que colaboravam com a mãe na venda direta de produto estupefaciente aos consumidores», acrescentou a GNR.

A operação envolveu ainda buscas à residência da suspeita, por determinação do Juiz de Instrução Criminal do Tribunal de Viana do Castelo, tendo os militares apreendido 25 doses individuais de cocaína e outras tantas de heroína, além de diversos objetos utilizados para o corte, dissimulação e transporte de droga, quatro telemóveis, duas armas de fogo e dinheiro.