Notícia atualizada às 23:50

Uma granada foi encontrada esta tarde em Moscavide, tendo sido retirada da via pública pela equipa de inativação de explosivos da PSP, que em breve irá proceder ao seu rebentamento, revelou aquela polícia.

Por volta das 17:30, a Polícia de Segurança Pública (PSP) foi informada por um cidadão da presença de um engenho explosivo em frente a uma pastelaria, na avenida principal de Moscavide.

«Cortámos o trânsito e foi chamada a equipa de inativação de engenhos explosivos», contou à Lusa o oficial de serviço da PSP, Pedro Fortes.

No local, a PSP apercebeu-se de que a granada estava ativa, mas não foi ali rebentada. «Como o engenho estava seguro foi transportado e, posteriormente, será feito o seu rebentamento. Só há um rebentamento urgente quando o engenho está instável», explicou Pedro Fortes.

A granada foi já sujeita a um exame e revelou não ter, afinal, carga explosiva ativa, disse à Lusa fonte da Polícia de Segurança Pública (PSP).

«A granada foi sujeita a um exame na unidade especial da polícia e não tinha carga explosiva», precisou à agência Lusa o comissário Rui Costa, porta-voz do Comando Metropolitano de Lisboa da PSP.

A operação terminou por volta das 19:30, hora em que o trânsito voltou a circular normalmente.

Apesar de ser invulgar encontrar este tipo de engenhos na via pública, o responsável da PSP sublinhou que para a equipa de inativação esta foi apenas «mais uma operação de rotina», uma vez que sempre que surgem embalagens abandonadas no aeroporto os procedimentos são os mesmos.

Segundo Pedro Fortes, a PSP irá agora informar o Ministério Público sobre a ocorrência, uma vez que se trata de equipamento de guerra.