O Governo quer instalar no Algarve até ao final do ano 23 espaços do cidadão, os primeiros do país a funcionarem em cooperação com os municípios, disse hoje à Lusa o ministro Adjunto e do Desenvolvimento Regional.

Miguel Poiares Maduro preside no sábado, em Monchique, à cerimónia de assinatura dos primeiros nove protocolos para a instalação de espaços do cidadão nos municípios de Alcoutim, Castro Marim, Faro, Lagoa, Lagos, Monchique, Portimão, Tavira e Vila do Bispo, que deverão entrar em funcionamento ainda este ano.

Nestes espaços descentralizados de atendimento, que poderão ter presentes mais de 18 serviços públicos, será possível tratar de cerca de 80 assuntos, como renovar a carta de condução, entregar documentação para a ADSE ou alterar a morada no cartão de cidadão.

O governante falava à Lusa à margem de uma visita à Unidade de Cuidados Continuados de Estoi, em Faro, no âmbito de um roteiro nacional pelos territórios de baixa densidade, que, no Algarve, inclui, entre hoje e sábado, visitas programadas a dez dos 16 concelhos da região.

«É uma rede que nós esperamos que possa atingir até 1.000 espaços do cidadão no final de 2015, sendo que estes [protocolos] que vamos assinar amanhã [sábado] com nove municípios vão ser os primeiros numa lógica de cooperação com os municípios», afirmou.

Poiares Maduro estimou que estes 23 espaços a instalar no Algarve, sete dos quais no interior algarvio, estejam a funcionar «em poucos meses», uma vez que se trata de um «modelo simples de implementar», pelo que os novos espaços deverão abrir portas «seguramente durante este ano».

Aquele governante disse ainda esperar que os restantes sete municípios algarvios que por enquanto ficaram de fora venham, "num futuro muito próximo", igualmente a celebrar protocolos com o Governo no sentido de instalar espaços do cidadão.

Até ao final de julho entra em funcionamento, em Monchique, o primeiro espaço do cidadão que resulta dos protocolos que serão celebrados no sábado.

Da fase piloto do projeto dos espaços do cidadão, o Algarve conta já com um espaço a funcionar num balcão dos CTT, em Portimão.

A operação, inserida na reorganização da rede de serviços públicos de atendimento, deverá estender-se até junho de 2015.

Além de Monchique, o governante desloca-se no sábado também aos concelhos de Aljezur e Vila do Bispo, como apurou a Lusa.