Vivemos tempos de desafio constante para a profissão. Os jornais vendem cada vez menos, o consumidor não tem de gastar dinheiro para aceder à informação e as empresas de media despedem jornalistas.

Os desafios são permanentes, mas o debate é mais urgente do que nunca. Que futuro para o jornalismo?

Lançámos o mote a duas jovens jornalistas, que estão a concluir a pós-graduação ISCTE/MediaCapital e o resultado está nas propostas que fazem. Visões diferentes e claramente otimistas, mas que podem servir como reflexão.

- Inês Almeida fala de uma rede social para partilha de trabalhos jornalísticos

- Catarina Rebelo de Sousa fala num jornalismo mais positivo, que vá ao encontro dos interesses das pessoas

Leia e deixe a sua opinião