Nuno Crato diz que ainda serão colocados «milhares» de docentes