A Universidade do Porto continua a ser a instituição de ensino superior público mais procurada pelos candidatos a caloiros, com as candidaturas em 1.ª opção a superarem em 66% a oferta.

De acordo com os dados divulgados pela Direção Geral do Ensino Superior (DGES), relativo ao concurso de acesso ao ensino superior em 1.ª fase, a Universidade do Porto continua a ser, em comparação com 2012, a instituição pública de ensino superior com maior número de vagas disponíveis, maior procura em 1.ª opção e uma das mais altas taxas de ocupação de vagas em 1.ª fase, que em 2013 se fixou nos 97%, ligeiramente abaixo da taxa de 99% registada em 2012.

Entre as universidades e institutos politécnicos com maior número de vagas disponíveis para o ano letivo de 2013-2014 encontram-se a Universidade de Lisboa e a Universidade Técnica de Lisboa (agora fundidas na nova Universidade de Lisboa), a Universidade Nova de Lisboa, a Universidade de Coimbra, a Universidade do Minho e os Institutos Politécnicos de Lisboa e Leiria.

Do lado da procura, para além da Universidade do Porto, são as universidades do Minho, Nova de Lisboa, o ISCTE ¿ Instituto Universitário de Lisboa, as escolas superiores de Enfermagem de Lisboa e do Porto e a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril que apresentam uma procura em 1.ª opção superior ao número de vagas disponíveis.

As escolas superiores de Enfermagem de Lisboa, Porto e Coimbra, assim como a Escola Superior de Hotelaria e Turismo do Estoril já não têm qualquer vaga para as 2.ª e 3.ª fases do concurso nacional de acesso e várias instituições ficaram já na 1.ª fase com uma taxa de ocupação de vagas muito próxima do limite.

Os números de acesso à primeira fase do concurso estão disponíveis na página de Internet da DGES, em http://www.dges.mctes.pt.