A primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior arranca esta quinta-feira e decorre até 8 de agosto, com 50.820 vagas a concurso, um número que não era tão baixo desde 2008.

Universidades e politécnicos públicos vão disponibilizar, para os candidatos ao ensino superior, na primeira fase do concurso nacional, 50.820 vagas nos 1.067 cursos que abrem em 2014-2015, menos 641 lugares do que os 51.461 colocados a concurso no ano letivo de 2013-2014.

De acordo com a informação disponibilizada pelo Ministério da Educação e Ciência (MEC), o número total de vagas disponíveis para a primeira fase do concurso nacional de acesso está a cair desde 2011, ano em que foram a concurso 53.500 lugares.

Também o número de alunos candidatos ao ensino superior tem vindo a diminuir desde 2010, havendo em 2012 menos 6.739 concorrentes do que naquele ano, de acordo com dados apurados no final da terceira fase.

Em 2012 sobraram 8.547 vagas, quase o dobro dos lugares de 2009 (4.614).

No final da terceira fase, em 2013, ficaram por ocupar 8.473 lugares, um número, ainda assim, inferior às 8.547 vagas por preencher registadas em 2012 no final desta fase.

A primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior para o próximo ano letivo arranca hoje e, «tal como no ano anterior, a candidatura é apresentada online no site da Direção-Geral do Ensino Superior», informou o MEC.

As colocações nas universidades e politécnicos, relativas à primeira fase do concurso nacional de acesso, são divulgadas a 8 de setembro.