O Instituto Português do Sangue tem atualmente 12 mil unidades para eventuais transfusões, um valor considerado «confortável», sobretudo tendo em conta o período do verão, onde é habitual as dádivas caírem.

Numa ação de promoção da dádiva de sangue no âmbito das comemorações dos 35 anos do Serviço Nacional de Saúde, que hoje decorreu em Lisboa, participaram vários atletas e desportistas portugueses com o objetivo de chamar os mais jovens à causa.

A judoca Telma Monteiro, os futebolistas Miguel Lopes e Sílvio, a atleta Sara Moreira e o antigo campeão olímpico Carlos Lopes foram algumas das figuras do desporto português que participaram na iniciativa.

«Temos em Portugal um número de dadores que é razoavelmente elevado, mas tem uma média etária já elevada, em torno dos 40 anos. O nosso objetivo é chamar os mais novos para a dádiva e os atletas são, neste aspeto, uma boa montra», afirmou o secretário de Estado Adjunto do Ministro da Saúde.

Lembrando que «nunca é demais ter mais sangue», Leal da Costa valorizou as 12 mil unidades que Portugal tem neste momento, considerando este um valor «confortável», até porque o «ponto de alarme» surge quando as reservas descem abaixo das sete mil unidades.

Durante a cerimónia, o presidente do Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST) repetiu a ideia de que as campanhas para doar sangue nunca são demais.

Hélder Trindade sublinhou que o período de férias de verão foi ultrapassado «sem sobressaltos», recordando que este é um dos períodos críticos para as colheitas, quando se tornam mais escassas.

«Para nós, o verão pode parecer mais uma corrida de obstáculos», comparou o presidente do IPST, dirigindo-se a uma plateia composto maioritariamente por desportistas.

Também o secretário de Estado do Desporto e Juventude, Emídio Guerreiro, participou na ação de promoção, deixando ainda a promessa de continuar a fazer «campanha ativa» por esta causa.

Aos jornalistas, Emídio Guerreiro adiantou que participará numa prova internacional de todo-o-terreno com um carro decorado com a campanha relativa à doação de sangue, como reporta a Lusa.