O carro do médico português António Veloso, sequestrado na quinta-feira em Arcos de Valdevez foi visto esta sexta-feira, às primeiras horas da manhã, em Monte Aloia, Tui, em Espanha, de acordo com a TVI Galicia.

A Guardia Civil espanhola difundiu esta sexta-feira, através das redes sociais, fotos dos dois homens considerados perigosos que terão sequestrado o médico de Arcos de Valdevez, apelando à população para participar às autoridades se os avistarem.

Na mensagem, a polícia informa que os dois suspeitos, ambos espanhóis e que descreve de «muito perigosos».

A Polícia Judiciária portuguesa está envolvida nesta investigação desde a madrugada, apurou a Lusa.

A Guardia Civil espanhola tem um forte dispositivo montado nos concelhos que fazem fronteira com Portugal para tentar localizar os dois homens e o médico português. Para isso, conta mesmo com a colaboração de um helicóptero que está a passar a pente fino a zona de Tui e Vigo.

Por terra, são constantes as brigadas nas estradas. Ainda assim, não conseguiram deter os dois homens quando na quinta-feira, por volta das 23:00, atestaram com 50 euros o Mercedes cinzento do médico numa bomba de gasolina da zona. Pagaram em dinheiro. Intercetados pela polícia, conseguiram fugir.

Um dos homens envolvidos neste alegado crime de carjacking e sequestro é perito em fugas. Saturnino Marcos Cerezo Cancelas, mais conhecido por «Canceliñas». Com um longo cadastro, já conseguiu escapar às malhas das autoridades várias vezes.

No mesmo dia em que levaram o médico junto com o carro de alta cilindrada, furtaram duas viaturas em Portugal que acabou por abandonar e «trocar» pelo Mercedes do médico de Arcos de Valdevez. Também é suspeito de ter baleado duas pessoas do lado espanhol da fronteira, numa série de assaltos que fez a postos de combustíveis.

O segundo homem não tem registo criminal, mas Álvaro Miguel dos Santos Barbosa é um toxicodependente, relata a «Voz da Galicia».

O filho de António Veloso já está em Tui a acompanhar as operações das autoridades. De acordo com testemunhos, o médico foi abordado no parque de um supermercado de Arcos de Valdevez por dois homens e obrigado a entrar no carro. Está desaparecido desde as 21:00 de quinta-feira.