O bombeiro Nuno Pereira, da corporação de Carregal do Sal, que tinha ficado ferido no verão passado durante um incêndio no Caramulo, regressou a casa após alta médica, anuncia esta quinta-feira a Câmara.

«Nuno Pereira é agora uma pessoa completamente autónoma, mas que ainda vai ter de sujeitar-se a mais intervenções cirúrgicas e utilizar um fato interior especial para situações como a dele», explica a autarquia, em comunicado.

O bombeiro esteve internado no Hospital de Santa Maria, em Lisboa, onde foi submetido a várias intervenções cirúrgicas e «recuperou das queimaduras do incêndio que ceifou a vida a dois colegas da mesma corporação», acrescenta.

O funeral da bombeira Cátia Dias, de 21 anos, realizou-se a 31 de agosto. Poucos dias depois, foi a enterrar o seu colega Bernando Cardoso, de 18 anos.

A Câmara de Carregal do Sal garante que continuará a colocar à disposição do bombeiro e dos seus familiares «a ajuda que estiver ao seu alcance e que até agora tem sido prestada maioritariamente através de apoio psicológico».

O Ministério Público já acusou dois arguidos dos crimes de homicídio qualificado, incêndio florestal e ofensa à integridade física, imputando-lhes a autoria dos incêndios que, em agosto de 2013, provocaram quatro mortos, vários feridos e prejuízos na Serra do Caramulo.