As autoridades espanholas anunciaram esta sexta-feira o desmantelamento de uma rede que terá assaltado 18 casas em Espanha para roubar, entre outros bens, ouro, que era depois derretido de forma artesanal e vendido em Portugal.

De acordo com a informação divulgada pela Direção Geral da Polícia Nacional, citada pela agência Efe, os assaltantes levavam relógios, peças de joalharia e produtos tecnológicos, fundiam as peças de ouro e prata em lingotes artesanais que remetiam para Lisboa para posterior venda.

As autoridades identificaram esta rede com um total de 18 assaltos em Madrid e noutras cidades do centro de Espanha, depois de uma operação que culminou com a detenção de três dos membros desta rede que acabavam de realizar um assalto no município de Alcorcón, em Madrid.

Segundo as autoridades, durante os assaltos, os assaltantes tocavam à campainha ou ligavam para os telefones das residências para terem a certeza que não havia moradores no seu interior, forçando depois as portas para entrar.

Na sequência das detenções, foram apreendidos 420 relógios, mais de 300 peças de joalharia, ferramentas para forçar as fechaduras, produtos tecnológicos, perfumes, óculos de sol, dinheiro e três pistolas falsas.

Os assaltantes viviam em Madrid e o seu centro de operações era uma oficina gerida por um deles.