Pelo menos 31 pessoas morreram no ano passado devido a avarias elétricas ou em incêndios suspeitos de terem origem elétrica, revela um estudo realizado pela CERTIEL ¿ Associação Certificadora de Instalações Elétricas.

O estudo, que a CERTIEL realiza desde 2011 com base em notícias publicadas na Internet, revela que em 2013 ocorreram pelo menos 17 acidentes mortais «provocados por avarias em instalações elétricas ou em equipamentos a elas ligados», um número que sobe para 31 vítimas mortais quando considerados os incêndios provocados por acidentes com suspeita de origem elétrica.

Ainda assim, estes números representam uma melhoria em relação aos anos de 2011 e 2012, quando se registaram, respetivamente, 20 e 24 mortes por causas elétricas.