A Segurança Social exigiu o pagamento de 34,96 euros a um cidadão que tinha uma alegada dívida de 0,04 euros, segundo um documento a que a Lusa teve acesso.

De acordo com a notificação da Segurança Social, «o valor total em dívida em execução fiscal é de 34,96 euros, incluindo capital, juros e custas», por uma alegada dívida de 0,04 euros.

O documento estabelece que o visado tem «o prazo de dez dias» para efetuar o pagamento integral do montante em causa.

Na origem desta execução fiscal estará uma dívida de 0,04 euros à Segurança Social, que o indivíduo rejeita ter e face à qual solicitou um pedido de análise aos serviços competentes.