Quem foi aos correios esta segunda-feira de manhã deparou-se com uma maior demora no atendimento. A culpa foi do sistema informático dos CTT que esteve em baixo e demorou a arrancar. O Sindicato Nacional dos Trabalhadores dos Correios e Telecomunicações (SNTCT) diz que a situação se tem repetido todas as segundas-feiras de manhã, “de há um mês para cá”.
 

“Parece que se faz um reboot durante o fim de semana e, às segundas-feiras, o sistema demora 20, 25, 30 minutos a abrir. (…) As pessoas estão meia hora à espera que o sistema arranque e depois abre e volta a ir abaixo outra vez”, explicou à TVI Vítor Narciso, dirigente do SNTCT.

 
O sindicalista diz que esta segunda-feira a situação “foi um bocado mais grave e generalizada” e verificou-se na generalidade das estações dos CTT “de Norte a Sul do país”. Às 11:00, a informação que tinha recolhido era de que “o sistema já estava a funcionar, mas muito lento”.
 

“O sistema informático dos CTT está sobrecarregado. E, quando a manutenção era feita internamente, os problemas demoravam menos tempo a resolver. Agora que é tudo outsourcing, as situações demoram muito mais tempo a resolver”, denuncia ainda Vítor Narciso.

 
Os problemas têm também afetado o tratamento informático dos registos: “os carteiros levam os registos para a rua, mas antes os registos têm de passar por um tratamento informático. O sistema tem falhado. Antigamente, quando isso acontecia, demorava uma hora a resolver. Agora, é no dia seguinte.”
 
A TVI contactou os CTT, que confirmaram problemas no sistema informático durante a manhã desta segunda-feira, que ficaram resolvidos cerca das 09:50.

“O sistema informático dos CTT esteve brevemente offline até às 9:50 de hoje em virtude de uma atualização e está já a funcionar como esperado. Esta interrupção foi esporádica e grande parte dos serviços continuou a ser prestado aos clientes de modo manual”, garantiram os CTT, através de comunicado.