Uma infiltração de água da chuva provocou esta terça-feira o rebentamento de parte da cobertura insuflável do centro comercial Dolce Vita Tejo, na Amadora, mas não se registaram feridos, informou fonte dos bombeiros.

«Uma das células da cobertura rebentou e a água, que caiu de uma altura considerável, abriu uma pequena cratera no chão», explicou o comandante dos Bombeiros Voluntários da Amadora, Mário Conde. Parte da cobertura da praça central do centro comercial é formada por células em lona e plástico.

«Há outras células em perigo de cair e estamos à espera [às 15:15] que a empresa responsável pela manutenção chegue ao local para resolver o problema», acrescentou Mário Conde.

A manutenção da cobertura é assegurada pela empresa Martifer.

O incidente ocorreu pelas 11:45, junto da entrada do Holmes Place e de uma paragem de autocarros. Apesar do estrondo, «não houve feridos», nem danos materiais assinaláveis, adiantou a fonte dos bombeiros.

O centro comercial continuou a funcionar «quase a 100 por cento», garantiu Luís Carvalho, comandante da Proteção Civil Municipal da Amadora. O responsável revelou que o sistema de ar comprimido da cobertura ficou afetado no domingo, devido ao mau tempo, o que pode ter facilitado a infiltração e consequente rompimento da célula.

A delimitação de um perímetro de segurança permitiu conter eventuais riscos até à reparação da cobertura danificada. Luís Carvalho não possuía indicação de quando é que os trabalhos poderão ficar concluídos.

A administração do Dolce Vita Tejo esclareceu, em comunicado, «que se tratou de um caso isolado, decorrente da situação atmosférica excecional que se vive no País desde domingo.»

O centro comercial, referem os responsáveis, «encontra-se a funcionar com normalidade, estando assegurada a segurança de todos os visitantes e colaboradores». Para isso contribuiu o isolamento da área afetada e o condicionamento da circulação automóvel junto ao shopping, coordenado pela PSP.

A administração do Dolce Vita Tejo afirma estar «a desenvolver esforços para repor a total normalidade no mais curto espaço de tempo».

No local estiveram elementos da Proteção Civil Municipal, da PSP e dos Bombeiros Voluntários da Amadora.