O Estado gastou nos primeiros cinco meses do ano 470 milhões de euros em medicamentos dispensados nos hospitais, um aumento de quase 17% face ao mesmo período do ano passado.

Segundo um relatório divulgado esta quarta-feira pelo Infarmed a que a Lusa teve acesso, as quantidades de medicamentos consumidas subiram 1,3%.

Diz o comunicado que os medicamentos antivíricos (para o VIH ou a Hepatite C por exemplo ) foram os que mais contribuíram para o aumento da despesa, com um aumento de 52% face ao ano passado.

“Considerando as áreas de prestação hospitalar, o ambulatório hospitalar continua a ser a área de prestação com maior peso no total da despesa. Os encargos com esta área aumentaram 22,5% face a 2014 e totalizaram 374 M€, correspondente a 80% da despesa total”, diz o Infarmed.