Mais de metade dos portugueses que se casaram em 2014 já viviam juntos, segundo estatísticas divulgadas hoje pelo INE, que revelam ainda que continua a cair o número de casamentos realizados em Portugal.

Segundo o Instituto Nacional de Estatística (INE), em 2014, realizaram-se em Portugal 31.478 casamentos, menos 520 (1,6 por cento) do que em 2013 (31.998) e, em mais de metade destes, os noivos já já tinham residência comum.

O INE sublinha que esta situação tem vindo a aumentar significativamente nos últimos anos, passando de 39,2 por cento em 2009 para 51,7 por cento em 2014.

Dos casamentos celebrados, 31.170 realizaram-se entre pessoas de sexo oposto e 308 entre pessoas do mesmo sexo (305 em 2013), sendo que 181 casamentos ocorreram entre homens e 127 entre mulheres (207 e 98, respetivamente, em 2013).

A proporção de casamentos civis (63,6%) subiu ligeiramente relativamente ao ano anterior (62,9 em 2013) e aumentou cerca de 7 pontos percentuais face a 2009, enquanto os casamentos católicos (35,9%) diminuíram em relação ao ano anterior (36,5 por cento) e reduziu-se em 7,3 pontos percentuais face a 2009.

Do total de casamentos, 11.178 foram celebrados pelo rito católico, 19.816 só no civil e 176 segundo outras formas religiosas.

A maioria dos casamentos(17.102) realizaram-se nos meses de verão (entre junho e setembro), sendo agosto o mês com maior frequência (5.829), seguido de setembro (4. 297) e de julho (3.964).

Entre 2009 e 2014, o mês de agosto foi sempre aquele em que se realizaram mais casamentos, enquanto, o mês com menor número de casamentos celebrados tem sido o de fevereiro.