Trabalhos de limpeza florestal estiveram na origem de um incêndio florestal que na terça-feira deflagrou junto à localidade de Paradela, no concelho de Mogadouro.

Segundo um comunicado divulgado pela GNR nesta quarta-feira, foi apurado, logo após o incêndio, que o mesmo teve origem quando uma equipa de trabalhadores realizava operações de limpeza e gestão florestal junto a uma linha de água, tendo a ignição das chamas sido provocada pela utilização de uma moto-roçadora.

O comunicado refere ainda que foi identificado um indivíduo de 29 anos, de nacionalidade estrangeira, ao qual foi aplicada a medida de coação mínima (Termo de Identidade e Residência) e apreendido algum do equipamento que estava a ser utilizado na altura da deflagração das chamas.

A GNR avança que «é presunção de que o incêndio teve origem acidental, não dolosa».

Segundo as autoridades, o incêndio consumiu cerca de 40 hectares de mato e floresta.

O comando Distrital de Bragança da GNR, durante o corrente ano já deteve dois indivíduos pelo crime de incêndio florestal e identificou 32 pela prática do mesmo crime.