Habitantes de três aldeias do concelho de Góis que tinham sido evacuadas devido ao incêndio que lavra desde sábado regressaram ao início da tarde desta quarta-feira às suas casas, informou o comandante das operações de socorro, Carlos Tavares.

Segundo o responsável, regressaram a casa os habitantes das aldeias de Sobral Bendito, Cabreira e Cadafaz.

As pessoas já regressaram de forma tranquila, de forma segura. Já estão nas suas casas com o apoio do gabinete social da Câmara Municipal de Góis", explicou.

O comandante afirmou que, até ao momento, há 150 pessoas deslocadas em Góis e Pampilhosa, que estão a ser apoiadas por responsáveis da Segurança Social dos respetivos municípios.

"Não vamos arriscar. Enquanto tivermos esta instabilidade no terreno, não vamos arriscar", frisou.

O incêndio mantém duas frentes ativas, sendo a de Capelo aquela que dá mais preocupações aos bombeiros.

Temos duas frentes ativas: uma delas a ceder a meios e esta mais ativa onde estamos a empenhar todos os meios aéreos e a reforçar com meios terrestres", referiu Carlos Tavares.

O comandante das operações de socorro disse que o objetivo é que o incêndio esteja dominado no final desta quarta-feira.

No entanto, frisou que se sente "muito calor, vento", o que provoca "reativações constantes" numa área que é muito grande.

Mas temos meios no terreno, é o tempo de os deslocarmos para lá", acrescentou.