A Autoridade Nacional da Proteção Civil registou até às 18:45 desta segunda-feira, em Portugal continental, 29 incêndios, que foram combatidos por mais de 500 operacionais, segundo os dados divulgados na sua página na Internet.

De acordo com estes dados, até às 18:45 foram registados 29 fogos, que foram combatidos por 526 operacionais, apoiados por 125 meios terrestres e os meios aéreos foram utilizados 11 vezes.

Às 18:45, segundo a Proteção Civil, estavam em curso três incêndios, nomeadamente nos concelhos de Maia, Estarreja e Abrantes.

A Proteção Civil só destaca na sua página ocorrências com mais de três horas desde o seu início e com mais de 15 operacionais.

Dos restantes incêndios, verificados até às 18:45, 21 estão dados como encerrados (quando termina a presença de meios no local), três estão em conclusão (incêndio extinto, com pequenos focos de combustão) e dois em resolução (incêndio sem perigo de propagação para além do perímetro já atingido).

Até às 18:45, os distritos onde ocorreram mais incêndios foram os de Santarém, com quatro, e Aveiro, Bragança, Leiria, Lisboa, Setúbal e Viana do Castelo, todos com três.

Nos distritos de Braga, Castelo Branco, Évora, Guarda, Portalegre, Vila Real e Viseu.

Desde 1 de setembro e até domingo, ocorreram em Portugal continental 1.396 incêndios.

Segundo estatísticas da Proteção Civil, entre 1 e 31 de agosto foram registados 4.265 incêndios rurais.

Os dias 9 e 10 de agosto foram os dias, desde o início do ano, em que foram registados maior número de incêndios, com 380 e 304, respetivamente.

Portugal teve desde o início do ano e até 15 de agosto 12.810 ocorrência, que provocaram 43.844 hectares de área ardida.