Mais de meia centena de concelhos de dez distritos do país estão este sábado em risco "máximo" de incêndio, segundo o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o IPMA, estão sob este aviso 51 concelhos dos distritos de Castelo Branco, Faro, Portalegre, Santarém, Coimbra, Leiria, Guarda, Vila Real, Viseu e Bragança.

O IPMA colocou ainda em risco ‘muito elevado’ e ‘elevado’ de incêndio vários concelhos dos 18 distritos de Portugal continental.

O risco de incêndio determinado pelo IPMA engloba cinco níveis, que podem variar entre "Reduzido" e "Máximo".

O cálculo é feito com base nos valores observados às 13:00 em cada dia relativamente à temperatura do ar, humidade relativa, velocidade do vento e quantidade de precipitação nas últimas 24 horas.

Incêndios apagados

Este sábado, segundo a comunicação feita na sede da Proteção Civil, não há incêndios de grande porte ativos.

Em Nisa, no norte do distrito de Portalegre, há ainda focos de fogo que mantém bombeiros no terreno.

Já em Mação, a circulação ferroviária da Beira Baixa entre Barca de Amieira (Mação) e Fratel (Vila Velha de Ródão) foi restabelecida ao início da madrugada, segundo a Infraestruturas de Portugal (IP).

Em comunicado, a IP indica que a circulação foi retomada “no troço da linha da Beira Baixa entre Barca da Amieira e Fratel às 00:11”.

A circulação tinha sido interrompida às 23:00 de sexta-feira devido a reacendimentos de fogos, depois de ter sido antes suspensa às 18:50 devido a focos de incêndio junto à linha e retomada a circulação cerca das 22:00.

Nuvens e chuviscos no litoral

O IPMA prevê para este sábado na região sul, céu pouco nublado ou limpo, apresentando períodos de maior nebulosidade na faixa costeira ocidental.

O vento soprará fraco a moderado de noroeste, soprando moderado no litoral oeste e nas terras altas, sendo de sudoeste no sotavento algarvio durante a tarde. Para as regiões norte e centro, as previsões apontam para céu pouco nublado ou limpo, apresentando-se geralmente muito nublado no litoral até meio da manhã, persistindo essa nebulosidade no litoral Norte e na faixa costeira da região Centro ao longo do dia.

Prevê-se ainda períodos de chuva fraca no Minho e possibilidade, até ao início da manhã, de ocorrência de períodos de chuva fraca ou chuvisco na restante faixa costeira.

O vento estará em geral fraco do quadrante oeste, soprando moderado de noroeste no litoral oeste a sul do Cabo Mondego e moderado a forte nas terras altas, em especial a partir da tarde.

As temperaturas máximas previstas são de 31 graus Celsius para Lisboa, 25 para o Porto e 35 para Faro.

Risco de ultravioletas

Todas as regiões do país, à exceção de Viana do Castelo, apresentam risco ‘muito elevado’ de exposição à radiação ultravioleta (UV), segundo dados do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

De acordo com o Instituto, apenas Viana do Castelo se encontra sobre risco ‘moderado’ de exposição à radiação UV.

As ilhas da Madeira também estão com risco ‘muito elevado’, tal como a Terceira e o Faial, nos Açores, onde a ilha das Flores está em risco ‘elevado’.

Para as regiões com risco 'muito elevado' e 'elevado', o IPMA recomenda o uso de óculos de sol com filtro UV, chapéu, ‘t-shirt’, guarda-sol e protetor solar, além de desaconselhar a exposição das crianças ao sol.

Os índices UV variam entre menor do que 2, em que o UV é 'baixo', 3 a 5 (moderado), 6 a 7 (elevado), 8 a 10 (muito elevado) e superior a 11 (extremo).