Mais de 2300 bombeiros combatem a esta hora os 155 incêndios que lavram em Portugal continental, com destaque para os fogos de Alijó, Mangualde e Guarda.

O adjunto nacional de operações, Miguel Cruz, garantiu à Agência Lusa que houve "melhorias" no combate aos fogos durante a noite, acrescentando que não há aldeias evacuadas, nem estradas cortadas.

O incêndio, que arde desde as 1:55 de domingo em Vila Chã, no concelho de Alijó (Vila Real), é aquele que mais meios de combate concentra, envolvendo 560 operacionais, 172 viaturas e seis meios aéreos. Recorde-se que foi ativado o plano de emergência municipal no concelho.

Segundo a Proteção Civil, cerca de 95% deste incêndio já está controlado.

Já o fogo que deflagrou, também no domingo, em Póvoa de Cervães, no concelho de Mangualde, distrito de Viseu, continua a lavrar com intensidade, estando 481 operacionais a combater as chamas, com o auxílio de 146 viaturas. Também neste caso foi ativado o plano de emergência municipal.

“Tivemos também um reacendimento em Vila Nova de Foz Coa, localidade de Murça, Freixo de Numão, que está a ser combatido por 39 bombeiros, apoiados por 10 veículos”, disse a mesma fonte.

Por sua vez, o incêndio que começou pelas 15:51 de segunda-feira perto de Cavalinho, na freguesia de Mosteiro, Oleiros, está em fase de resolução, de acordo com a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

Na página digital da ANPC, o fogo está “em resolução”, isto é, “sem perigo de propagação para além do perímetro já atingido”, mantendo-se no local 235 operacionais, apoiados por 80 meios terrestres.

“Os trabalhos durante a noite e o esforço dos operacionais permitiram colher frutos, resultando em melhorias. A nossa perspetiva é que agora de manhã, com o reforço dos meios aéreos, se consiga resolver as situações."

Já o fogo da Guarda, que deflagrou ao início da tarde de segunda-feira, mobiliza 310 operacionais,103 viaturas e três meios aéreos.

No que diz respeito a estradas cortadas, Miguel Cruz adiantou que todas as situações estão normalizadas: "A A25, que liga [Aveiro à Guarda] esteve cortada, bem como a Linha da Beira Alta, mas estas situações estão todas normalizadas. Haverá algumas estradas principais que podem estar com alguns cortes pontuais devido à queda de postes de eletricidade e de telecomunicações, mas também está a ser feito um trabalho para libertar rapidamente as vias."

As regiões do interior Norte e Centro, onde lavram os principais incêndios, vão continuar com céu limpo e baixa humidade até ao final desta tarde, altura em que irá aumentar, prevendo-se chuva para quarta-feira.