O incêndio que lavra em Monchique, no Algarve, desde sábado, entrou esta madrugada em fase de resolução, de acordo com a Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

A combater as chamas na localidade de Fóia, concelho de Monchique, distrito de Faro, estavam ainda, pela 07:30, 292 operacionais apoiados por 96 meios terrestres.

O fogo, que arde desde as 17:08 de sábado, obrigou, na tarde de domingo, à deslocação de várias pessoas idosas e com mobilidade reduzida, que foram colocadas em casa de familiares como medida de precaução, já que o avançar das chamas causava alguma preocupação, explicou na altura à Lusa o comandante operacional dos bombeiros do Algarve, Richard Marques.

Entre as ocorrências importantes destacadas pela ANPC – fogos com duração superior a três horas e com mais de 15 meios de proteção e socorro envolvidos –, encontra-se também um incêndio em Montalegre, distrito de Vila Real, onde 109 operacionais e 30 meios terrestres combatem o fogo em mato com uma frente ativa.

Fogo em Vila Real dominado

O incêndio no concelho de Montalegre, distrito de Vila Real, encontra-se dominado, disse à agência Lusa fonte da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC).

A fonte da ANPC adiantou que o incêndio, que teve início no domingo na freguesia de Paradela, Contim e Fiães, foi dominado hoje pelas 08:20.

O incêndio sofreu uma reativação esta manhã, depois de ter entrado esta madrugada em fase de resolução, e pelas 08:10 ainda possuía uma frente ativa que estava a ser combatida por 90 operacionais.

No local permanecem 82 operacionais, apoiados por 29 meios terrestres.

Às 09:30, a ANPC registava 28 incêndios rurais ativos, que estavam a ser combatidos por 928 bombeiros.