Um incêndio na localidade de Ameal, em Castanheira de Pera, obrigou à evacuação da praia das Rocas e está a ameaçar algumas habitações, segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro de Leiria e o próprio município.

O fogo já chegou a ser considerado em fase de resolução, mas pouco depois o fogo voltou a estar ativo e, pelas 17:30, as chamas ameaçavam habitações, reportou à Lusa o responsável do CDOS, Sérgio Gomes.

Também o presidente da Câmara de Castanheira de Pera, Fernando Lopes, explicou que "foi necessária a evacuação da praia das Rocas para a movimentação de meios para aquele local". Várias casas têm estado ameaçadas pelas chamas, como a do próprio autarca.

"A minha própria casa já esteve em risco. Durante a madrugada e há pouco também houve habitações ameaçadas, mas, felizmente, tem sido sempre possível controlar o incêndio. Não tenho conhecimento, até ao momento, de alguma casa ardida"

Fernando Lopes evidenciou ainda que no local "há muito calor e vento" e "várias frentes ativas": "É um pandemónio".

Segundo a Proteção Civil, às 17:55 o fogo estava a ser combatido por 168 operacionais, 50 meios terrestres e um meio aéreo.

Durante a manhã, um homem foi detido pela Polícia Judiciária por suspeita de ter ateado, na noite de segunda-feira, o incêndio florestal que está a lavrar no concelho de Castanheira de Pera. O suspeito terá lançado o fogo, com recurso a chama direta, perto das 24:00 de segunda-feira, 8 de agosto.

Portugal está a arder e a Madeira tem sido dos casos mais graves, com quase 30 casas ardidas e mais de 170 feridos hospitalizados.