Foi dado como dominado, às 19:09 desta sexta-feira, o incêndio do Caramulo onde já morreram três bombeiros.

A lavrar desde a manhã de quarta-feira, dias depois do fogo na mesma serra que vitimou Ana Rita Pereira e Bernardo Figueiredo, das corporações de Alcabideche e Estoril, respetivamente, este incêndio viria a vitimar um terceiro bombeiro, Cátia Pereira Dias, de Carregal do Sal.

No local permanecem, segundo a Proteção Civil, 837 operacionais, assistidos por 235 veículos. No apoio aéreo estiveram sete meios, seis dos quais aviões bombardeiros.

Este fogo tem, ainda, uma frente ativa.

A serra do Caramulo tem sido fustigada com vários incêndios este verão. No dia 22 de agosto a bombeira Ana Rita Pereira, de 24 anos, morreu no combate às chamas e outros seis bombeiros que integravam o grupo ficaram feridos, dois deles gravemente.

Dois dias depois, a 24 de agosto, uma viatura de combate a incêndios dos Bombeiros Voluntários de Algés sofreu um acidente em Tondela quando participava no combate ao fogo que lavrava naquele concelho, mas não houve feridos.

A 27 de agosto, um dos bombeiros que ficou gravemente ferido no dia 22 de agosto, o jovem Bernardo Figueiredo, acabou por morrer.

A 29 de agosto, junto a esta serra, a bombeira de 21 anos Cátia Pereira Dias morreu no combate ao incêndio em São Marcos/Muna e outros quatro ficaram feridos, dois gravemente. Três elementos do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro da GNR sofreram ferimentos ligeiros no mesmo fogo.