A GNR anunciou esta quarta-feira que deteve em flagrante dois homens, de 55 e 77 anos, e que identificou um terceiro, de 86 anos, pelo crime de incêndio florestal, respetivamente em Casegas (Covilhã), Soito (Sabugal) e Santo André das Tojeiras (Castelo Branco).

Em comunicado, a GNR explica que as detenções e a identificação foram realizadas na terça-feira, através dos comandos territoriais de Castelo Branco e da Guarda.

Os indivíduos encontravam-se a realizar a queima de sobrantes, as quais acabaram por se descontrolar, tendo resultado numa área ardida de mais de 30.000 m2, obrigando à intervenção dos corpos de bombeiros", refere a GNR.

Segundo a informação, os indivíduos foram constituídos arguidos e sujeitos à medida de coação de termo de identidade e residência.