Foi detido, no sábado, um homem de 33 anos suspeito de atear um fogo, em Vila Nova de Poiares.

A Diretoria do Centro da Polícia Judiciária informou que o fogo em causa consumiu uma área de cerca de cinco hectares de eucaliptos, pinheiros e azinheiras. Foi ateado no sábado em São Miguel de Poiares, freguesia de Vila Nova de Poiares (distrito de Coimbra).

Segundo fonte da Diretoria do Centro da Polícia Judiciária citada pela Lusa, o indivíduo suspeito foi logo "identificado" por locais como presumível autor do fogo. A detenção ocorreu "praticamente a seguir ao incêndio".

O detido era operador de motosserra, mas está desempregado e terá atuado "num quadro de alcoolismo", utilizando um isqueiro para o efeito. Deverá ser presente hoje no Tribunal de Coimbra para primeiro interrogatório.

Esta é a 12.ª pessoa que a Diretoria do Centro da PJ já identificou e deteve pela autoria do crime de incêndio florestal no presente ano, informou à agência Lusa a mesma fonte da PJ.