A Polícia Judiciária (PJ) do Centro anunciou hoje a identificação e detenção de um presumível autor de quatro crimes de incêndio florestal no concelho de Mangualde.

Em comunicado, a PJ disse ter detido o homem, «servente de pedreiro, presumível autor de quatro crimes de incêndio florestal, dois ocorridos no passado dia 15 de agosto e os outros dois no dia seguinte, na freguesia de São João da Fresta, concelho de Mangualde», com a colaboração do Núcleo de Proteção Ambiental da GNR de Mangualde.

«O suspeito, agindo num quadro de conflito familiar e de impulsividade, usando um isqueiro, ateou quatro focos de incêndio, em zonas de mato, giestas e carvalhos, próximas de habitações e de densa mancha florestal, causando incêndios que consumiram, respetivamente, 200 metros quadrados [m2], 2 m2, 1.000 m2 e 30 m2, e que não atingiram outras proporções devido à pronta intervenção dos populares e dos bombeiros», diz o comunicado da PJ.

O detido, de 56 anos, vai ser presente às autoridades judiciárias para primeiro interrogatório e aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.